Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Novamente Geografando

Este blog organiza informação relacionada com Geografia... e pode ajudar alunos que às vezes andam por aí "desesperados"!

Novamente Geografando

Este blog organiza informação relacionada com Geografia... e pode ajudar alunos que às vezes andam por aí "desesperados"!

Restos de comida vão aquecer milhares de apartamentos de Nova Iorque

Mäyjo, 19.09.14

Restos de comida vão aquecer milhares de apartamentos de Nova Iorque

 

A cidade de Nova Iorque vai começar a reaproveitar a montanha de restos de comida enviada diariamente para o lixo, misturá-la com águas residuais e produzir biogás. O projecto vai aquecer 5.200 casas e apartamentos nova-iorquinos a curto e médio prazo.

Segundo o Daily News, o programa-piloto faz parte da estratégia de redução das emissões de CO2 da cidade norte-americana em 30% até 2017 – o PlanNYC – e tem como ponto de partida a recolha de comida orgânica pré-processada e respectivo envio para a central de tratamento de Newton Creek, em Brooklyn.

 

Aqui, ela é misturada com o lodo de esgoto das águas residuais para criar o biogás, um subproduto natural do processo de tratamento de Newton Creek.

 

Depois, e através de uma parceria com a National Grid, o biogás rico em metano será convertido em gás natural de qualidade, seguindo de forma normal para as casas das pessoas de cinco bairros da cidade.

 

O projecto foi anunciado em Dezembro e, para além de dar um destino lógico à quantidade de comida desperdiçada, ajudará a reduzir as emissões de CO2 no equivalente a retirar 19 mil carros das ruas por ano.

 

Os restos de comida serão recolhidos de 200 escolas públicas, sobretudo de Brooklyn. Se o programa for bem sucedido, a cidade recolherá os desperdícios alimentares de outras 200 escolas da metrópole e de mais de 100 mil casas.

 

“Até agora, limitávamo-nos a enterrar a comida. Ao investir na compostagem e gestão de resíduos alimentares, podemos ajudar o melhor o ambiente para os nossos netos”, explicou ao Daily News o comissário de higiene de Nova Iorque, John Doherty.

 

Foto:  Nick Saltmarsh / Creative Commons